Você está aqui: Página Inicial / Política / 2017 / 05 / Fotos mostram entrega de propina da JBS aos indicados de Temer e Aécio

vazamento

Fotos mostram entrega de propina da JBS aos indicados de Temer e Aécio

Deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) e Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador Aécio Neves, foram os receptores
por Redação RBA publicado 18/05/2017 15h25
Deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) e Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador Aécio Neves, foram os receptores
EBC
aécio e temer.jpg

Emissários de Aécio e Temer foram flagrados pela Polícia Federal recebendo malas de dinheiro, após conversas, gravadas, com dono da JBS

São Paulo – O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) e Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador Aécio Neves (PSDB-MG), foram flagrados em operações da Lava Jato recebendo dinheiro de emissários de Joesley Batista, dono da JBS. As imagens foram divulgadas no início da tarde desta quinta (18) pelo jornal O Globo.

As fotos mostram Loures encontrando o diretor da JBS Ricardo Saud, no Shopping Vila Olimpia, em São Paulo. Eles vão para o estacionamento do local, onde há um carro com dinheiro, numa quantia estimada em R$ 500 mil reais. Em seguida, encontram-se em uma pizzaria no Jardins, na zona oeste da capital. O deputado sai de lá carregando a maleta.

O ex-presidente do PSDB Aécio Neves indicou um primo para receptar o dinheiro. O jornal divulgou duas entregas de dinheiro feitas. A primeira, Fred, como é conhecido o parente de Aécio, vai à sede da JBS, em São Paulo. Ele é recebido por Saud, que após uma conversa sobre o dinheiro, dá uma mala com R$ 500 mil reais. Os dois deixam o prédio após o fato.

Segundo O Globo, as filmagens ainda mostram que, após receber o dinheiro, Frederico repassou as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Na segunda recepção de propina pelo emissário de Aécio, Fred volta à sede da JBS e se encontra novamente com Saud, que coloca sobre a mesa uma mala com outros R$ 500 mil reais. Após a entrega, ambos deixam o prédio e seguem para o estacionamento. No local, repassam a mochila para Mendherson Souza Lima que, segundo a PF, seguiu para Belo Horizonte.

A entrega de dinheiro para o indicado por Temer

A primeira entrega de dinheiro para o indicado por Aécio

A segunda entrega de dinheiro para o indicado por Aécio