Você está aqui: Página Inicial / Política / 2017 / 03 / Errata: Cármen Lúcia anuncia que deve dar aulas e continua no STF em 2018

STF

Errata: Cármen Lúcia anuncia que deve dar aulas e continua no STF em 2018

Atual presidenta da Supremo Tribunal Federal (STF) alega o desejo de voltar a dar aulas. Dias Toffoli é o próximo ministro na linha sucessória
por Redação RBA publicado 20/03/2017 13h25, última modificação 21/03/2017 12h02
Atual presidenta da Supremo Tribunal Federal (STF) alega o desejo de voltar a dar aulas. Dias Toffoli é o próximo ministro na linha sucessória
Beto Barata/PR
Carmén Lúcia

Ministra Cármen Lúcia tomou posse na presidência do STF em setembro do ano passado

São Paulo – A presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, anunciou nesta segunda-feira (20) que pretende combinar a função de presidente do STF com o magistério. A ministra disse que quer voltar a dar aula no princípio de 2018 na PUC (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais), em Belo Horizonte. A declaração foi dada durante palestra inaugural proferida na PUC-MG, em Belo Horizonte, instituição da qual é professora licenciada.

Pela manhã, circularam notícias de que a ministra havia anunciado que planejava se aposentar no início de 2018, desmentida mais tarde. A ministra tomou posse em setembro do ano passado, para mandato de dois anos. Durante sua chegada à universidade, Cármen Lúcia foi alvo de protesto e chamada de golpista, por conta da atuação do STF durante o processo do impeachment. A ministra minimizou: "É da democracia."