Você está aqui: Página Inicial / Política / 2016 / 12 / 'Congelamento de gastos por 20 anos é golpe de Estado', afirma diplomata

emenda golpista

'Congelamento de gastos por 20 anos é golpe de Estado', afirma diplomata

Segundo Samuel Pinheiro Guimarães, PEC 55 é um golpe que irá durar por cinco mandatos presidenciais
por Redação RBA publicado 27/12/2016 13h46, última modificação 27/12/2016 13h58
Segundo Samuel Pinheiro Guimarães, PEC 55 é um golpe que irá durar por cinco mandatos presidenciais
Marcelo Camargo/Agência Brasil
temer.jpg

Governo de Michel Temer protege os ricos e aperta o cinto dos mais pobres, diz embaixador

São Paulo – Para o diplomata e ex-ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo Lula Samuel Pinheiro Guimarães, o congelamento dos gastos públicos por 20 anos, sancionado por meio da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, é um "golpe de Estado". "É um golpe nos próximos cinco mandatos presidenciais. Vai parecer uma ditadura, porque nos próximos 20 anos os investimentos serão congelados ao nível de 2016. Não importa quem seja eleito, estará sujeito a esse golpe", afirma.

Segundo o embaixador, a política econômica do governo Temer protege os ricos e "aperta o cinto dos mais pobres". Ele também compara o atual governo com o período da ditadura. "Em 1964, houve uma conspiração promovida pelas equipes econômicas que se organizaram contra o governo de João Goulart. Desde a eleição de Lula, começam as articulações para derrubar mais um governo progressista no Brasil e aplicar o programa das privatizações sorrateiras", disse, em entrevista à Rádio Brasil Atual, hoje (27).

Ouça a íntegra: