Você está aqui: Página Inicial / Política / 2013 / 10 / Dilma: 'Violência de mascarados é antidemocrática e tem que ser coibida'

Dilma: 'Violência de mascarados é antidemocrática e tem que ser coibida'

Em entrevista a rádios do Paraná, presidenta defende manifestações, mas diz que não devem ser permitidos riscos às pessoas nem ao patrimônio público e privado
por Agência Brasil publicado 30/10/2013 11h57
Em entrevista a rádios do Paraná, presidenta defende manifestações, mas diz que não devem ser permitidos riscos às pessoas nem ao patrimônio público e privado

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (30) que os atos de violência praticados durante protestos em todo o país são antidemocráticos. Em entrevista concedida nesta manhã a rádios do Paraná, onde esteve ontem, Dilma disse que defende as manifestações democráticas, mas é preciso coibir a violência e a destruição do patrimônio público e privado.

“Antes de tudo quero dizer que defendo manifestações democráticas, mas acredito que a violência dos mascarados não é democrática, é antidemocrática e tem que ser coibida”, disse Dilma. “É necessário que os órgãos responsáveis coíbam essa violência para que não haja risco às pessoas nem ataques ao patrimônio público e privado”.

Perguntada se gostava de ser presidenta, Dilma disse que se sente muito bem, principalmente quando consegue resolver problemas da população, mas há dias tristes, como quando teve de ir a Santa Maria (RS) depois do incêndio na Boate Kiss, que matou cerca de duas centenas de jovens, ou quando vê a violência nos protestos pelo país.

Dilma participa hoje, às 11h, da cerimônia comemorativa dos dez anos do Programa Bolsa Família, no Museu da República.