Você está aqui: Página Inicial / Política / 2013 / 08 / Comissão do Senado aprova nome de Janot para Procuradoria Geral

PGR

Comissão do Senado aprova nome de Janot para Procuradoria Geral

Durante sabatina, novo PGR falou da necessidade de dar mais transparência aos atos do Ministério Público
por Redação RBA publicado 29/08/2013 14h02
Durante sabatina, novo PGR falou da necessidade de dar mais transparência aos atos do Ministério Público
wilson dias/abr
rodrigo janot ccj

Rodrigo Janot durante sabatina na CCJ do Senado

São Paulo – A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou hoje (29) a indicação de Rodrigo Janot Monteiro de Barros para o comando da Procuradoria-Geral da República. Foram 22 votos a favor e dois contra.

A aprovação em plenário deve ocorrer na semana que vem.

Janot irá substituir Roberto Gurgel, cuja gestão foi marcada por denúncias de prevaricação e uso político do cargo. Gurgel teria retardado as investigações contra o governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) e o ex-senador Demóstenes Torres (então no DEM), após a Polícia Federal descobrir o envolvimento dos dois com o bicheiro Carlos Cachoeira.

Durante a sabatina, que durou três horas, Janot destacou a necessidade de o Ministério Público ampliar a transparência e prestar contas à sociedade.

“O Ministério Público não deve isolar-se do convívio institucional. O diálogo a que me proponho pretende tirar arestas na atuação institucional com os diversos órgãos. Essa interlocução será feita por membros do Ministério Público e o procurador-geral estará inteirado do que se passa por meio de relatório diário”, disse.

A concessão de asilo político ao senador boliviano Roger Molina; a manutenção do mandato do deputado federal Natan Donadon (ex-PMDB-RO), preso após condenação pelo Supremo Tribunal Federal (STF); e a diferenciação de tratamento aos estrangeiros contratados pelo Programa Mais Médicos foram alguns dos temas abordados na sabatina.

Janot tem 56 anos e é especialista em direito comercial. Foi secretário de Direito Econômico no Ministério da Justiça em 1994. No Ministério Público Federal, Janot ingressou em 1984, ocupando o cargo de subprocurador em 2003.

Com Agência Senado e Agência Brasil