Você está aqui: Página Inicial / Política / 2012 / 10 / Em blogue pessoal, Edir Macedo ataca Haddad e defende voto em Russomanno

Em blogue pessoal, Edir Macedo ataca Haddad e defende voto em Russomanno

Texto supostamente escrito por leitor do blogue, intitulado 'Desabafo da revolta', pede afastar-se 'dos valores fundamentais da nossa vida' e faz defesa das virtudes do PRB de Russomanno
por Redação da RBA publicado , última modificação 03/10/2012 16h56
Texto supostamente escrito por leitor do blogue, intitulado 'Desabafo da revolta', pede afastar-se 'dos valores fundamentais da nossa vida' e faz defesa das virtudes do PRB de Russomanno

São Paulo – A carta de um suposto internauta leitor do blog do bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), publicada hoje (2), faz ataques ao candidato Fernando Haddad (PT) à prefeitura de São Paulo e defende o voto em Celso Russomanno (PRB). Assinando como “Amigo”, ele começa afirmando fazer um “desabafo” a respeito das “mentiras” em torno da eleição. Segundo o texto, Haddad está ligado a elas como “aquele que tem como principal objetivo nos afastar dos valores fundamentais de nossa vida”.
 
Em seguida, o suposto missivista elenca “cinco razões pelas quais não voto no sr. Haddad”. Na primeira, ele afirma que “como homem de Deus jamais aceitaria” que a educação de seu filho “fosse alterada pela chegada do kit gay à sala de aula”. Diz ainda que, “sob o falso pretexto da tolerância, o sr. Haddad quando era ministro da educação tentou obrigar as escolas a distribuir uma publicação que defende a homossexualidade” e “estimula nossas crianças a viverem em pecado”.
 
Outro motivo para não votar no petista, segundo o “Amigo”, é que, sem o comando da presidenta Dilma Rousseff, Haddad “estará livre para infestar as escolas municipais com seu kit gay”.
 
No terceiro tópico a carta publicada por Edir Macedo diz que o candidato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “mente” e “ataca sem argumentos os demais candidatos, principalmente o líder nas pesquisas, Celso Russomanno”. Fazendo o mesmo discurso do candidato do PRB, o qual apoia, o texto publicado pelo bispo continua: “Engana a população dizendo que Russomanno cobrará mais pela passagem de ônibus”. Em seguida, didaticamente, como o próprio candidato, o texto explica que “Russomanno quer cobrar menos de quem anda menos e manter a tarifa de R$ 3 para quem anda mais, inclusive com o bilhete único”. 
 
Dizendo-se professor, o autor da carta declara ser “uma temeridade” “o que Haddad fez com o Enem”,  acusando-o de “vazamento de provas, de resultados, total incapacidade de admitir seus erros”.
 
Por último, o suposto leitor e fiel da Iurd  diz não ser “um alienado como gosta de pintar o sr. Haddad” e esclarece que acompanha as notícias do país, estando informado sobre o “mensalão”. E questiona: “José Dirceu, Genoino, Delúbio, Marcos Valério, são todos companheiros de Fernando Haddad. Mesmo que sejam condenados, quem nos garante que irão para a cadeia? Quem nos garante que, no dia seguinte à posse, não estarão devidamente instalados nos gabinetes do secretariado da prefeitura?”
 
Depois de listar os motivos pelos quais não vota em Haddad, o texto elenca cinco razões para votar em Russomanno. O PRB “tem em seus cargos de direção verdadeiros homens de Deus”; seu candidato “está há 22 anos defendendo a população nas ruas”; “é atacado por uma inexperiência que não possui”; “São Paulo está cansada das mesmas caras, dessa eterna briga entre dois partidos” (PT e PSDB); e, por último, “o mais importante motivo para votar em Celso Russomanno”, diz a suposta carta é a tolerância, a permitir que, “ainda que vilipendiado, Russomanno soube manter a ética, não se rebaixou” e só “revidou quando preciso, quando a mentira quis ser maior que a verdade”, esclarece o "Amigo".