Você está aqui: Página Inicial / Política / 2012 / 08 / Globo cede e amplia cobertura de candidatos na eleição em São Paulo

Globo cede e amplia cobertura de candidatos na eleição em São Paulo

Depois de PT ameaçar recorrer à Justiça, emissora recua e abrirá espaço no noticiário a todos os partidos com representação no Congresso Nacional
por Rodrigo Gomes, da RBA publicado 01/08/2012 15h32, última modificação 01/08/2012 16h16
Depois de PT ameaçar recorrer à Justiça, emissora recua e abrirá espaço no noticiário a todos os partidos com representação no Congresso Nacional

São Paulo — A Rede Globo voltou atrás na sua proposta de cobrir apenas os dois primeiros colocados nas pesquisas de intenção de voto na campanha à prefeitura de São Paulo. Em reunião na tarde de ontem (31) com representantes dos partidos, a emissora firmou acordo para cobrir oito dos 12 candidatos a prefeito. Destes, os seis primeiros colocados nas pesquisas terão imagens de sua campanhas divulgadas diariamente. PSTU, PCO, PSDC e o estreante Partido Pátria Livre (PPL), por não terem representação no Congresso Nacional, continuarão de fora da cobertura.

De acordo com a assessoria de imprensa do candidato Fernando Haddad (PT), a proposta da emissora era cobrir apenas os cinco primeiros colocados nas pesquisas. Os partidos, com base na legislação eleitoral que exige espaço na mídia a todos que tenham representação no Congresso, exigiram cobertura completa. Dessa forma terão espaço nos telejornais da emissora: PDT, PT, PRB, PPS, PMDB, PSDB, PSOL e PRTB.

A partir do sistema definido, os candidatos apresentados na pesquisas da primeira à sexta colocação terão inserções diárias nos telejornais locais, com imagens de sua campanha, com tempo proporcional à sua posição. O sétimo e oitavo colocados terão nota comentando sua campanha no dia, sem apresentação de imagens, e uma matéria por semana. A emissora inicia sua cobertura oficial das eleições na próxima segunda feira (6).

A negociação ocorreu após protestos dos partidos com a proposta da Rede Globo para cobertura da eleição em São Paulo, apresentada na semana passada. O PT ameaçou entrar na Justiça para garantir espaço de TV ao candidato Fernando Haddad. Em relação às outras emissoras de São Paulo, a assessoria de Haddad disse não haver negociação sobre a cobertura. De uma forma geral devem se pautar pelo acordo firmado entre a Globo e os partidos.