Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 11 / Câmara veta aumento salarial para Kassab e secretários de SP

Câmara veta aumento salarial para Kassab e secretários de SP

por Redação da RBA publicado 03/11/2010 18h57, última modificação 03/11/2010 19h03

São Paulo – A Câmara de Vereadores de São Paulo vetou, na tarde desta quarta-feira (3), o Projeto de Lei 712/2009, que previa aumento salarial para o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), da vice-prefeita, Alda Marco Antonio (PMDB), e de 27 secretários da cidade.

O projeto recebeu 20 votos contrários, 19 a favor e duas abstenções. Caso o projeto de autoria da Mesa Diretora da Casa fosse aprovado, a remuneração de Kassab passaria de R$ 12.384 para R$ 24.117, reajuste de 95%, e a dos secretários, de R$ 5.504 para R$ 21.705, o equivalente a 283% de aumento. O projeto já foi apresentado em 2009, mas não tramitou devido à impopularidade da aprovação da correção da tabela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Na manhã desta quarta, Kassab defendeu o aumento salarial para sua equipe como forma de garantir uma melhor gestão do orçamento destinado às ações públicas da cidade.

registrado em: , , ,