Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 10 / Em discurso, Serra coloca imprensa antes de Marina e PSDB

Em discurso, Serra coloca imprensa antes de Marina e PSDB

Candidato tucano defendeu liberdade de imprensa e pediu apoio a "brasileiros de bem"
por Redação da RBA publicado 04/10/2010 00h43, última modificação 04/10/2010 01h03
Candidato tucano defendeu liberdade de imprensa e pediu apoio a "brasileiros de bem"

São Paulo - Em pronunciamento na madrugada desta segunda-feira (4), em São Paulo, José Serra, candidato à Presidência da República pelo PSDB, voltou a mencionar bordões empregados por sua campanha e por parte da imprensa conservadora nos últimos dias de campanha. "Nós vamos, nessa campanha, defender a integridade das instituções, lutar incondicionalmente pela liberdade de imprensa", afirmou reiteradas vezes o segundo colocado no pleito do domingo (3), antes de citar seu partido e o crescimento de Marina Silva, tido por analistas como o fator decisivo para que o tucano chegasse ao segundo turno com a candidata petista, Dilma Rousseff.

O candidato prometeu privilegiar as áreas de saúde, segurança e educação e conclamou os "brasileiros de bem" a auxiliá-lo na segunda etapa do pleito que termina em 31 de outubro.

Em tom irônico, o candidato afirmou que é homem de uma única cara, a qual ao menos esposa, Monica, "acha bonita".

Serra chegou perto da meia-noite do domingo a uma festa do PSDB, na zona oeste de São Paulo, acompanhado do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) e dos tucanos Geraldo Alckmin, eleito ao governo do estado de São Paulo e Aloísio Nunes, eleito para o Senado.