Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 09 / Pesquisa Sensus indica Dilma 24 pontos à frente de Serra

Pesquisa Sensus indica Dilma 24 pontos à frente de Serra

Rejeição de Serra alcança 41%, enquanto 45% não votariam em Marina Silva
por Michel publicado , última modificação 14/09/2010 11h40
Rejeição de Serra alcança 41%, enquanto 45% não votariam em Marina Silva

Dilma aparece com 50,5% das intenções de voto em pesquisa Sensus (Foto: Roberto Stucker FIlho)

São Paulo – A pesquisa do Instituto Sensus, encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada nesta terça-feira (14) mostra a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, com 50,5% das intenções de voto, enquanto José Serra, do PSDB, aparece com 26,4%. A diferença chega a 24,1 pontos, levando em conta a pesquisa estimulada. Caso esses números se confirmem nas urnas, Dilma Rousseff será eleita em primeiro turno.

Com relação à rejeição, a pesquisa CNT/Sensus indica que 29,4% dos entrevistados que não votariam em Dilma Rousseff. A rejeção a Serra é de 41,3%, enquanto 45% dos entrevistados declararam que nunca dariam seu voto a Marina Silva. O maior crescimento dos eleitores que não votariam nos candidatos da oposição ocorreu no levantamento anterior, e agora apenas oscilaram dentro da margem de erro.

Segundo o presidente da CNT, Clésio Andrade, os ataques proferidos por Serra contra a campanha petista no programa eleitoral de TV e rádio fizeram aumentar a rejeição do tucano para 41,3%. Em 24 de agosto, a rejeição de Serra era de 40,7%.

 

Rejeição

Mês
Janeiro Maio Julho Agosto setembro
Pesquisa Sensus
100
101
102
103
104ª
Serra 29,7 29,5 30,8 40,7 41,3
Dilma 28,4 26,1 25,3 28,9 29,4
Marina 36,6 34,4 29,7 47,9 45

Fonte: CNT/Sensus

Na pesquisa estimulada anterior, Dilma aparecia com 46% das intenções de voto, José Serra com 28,1%. A candidata petista cresceu 6,8 pontos desde 24 de agosto, quando foi divulgado o último levantamento. O tucano teve redução de 1,7 ponto percentual.

Marina Silva ficou com 8,9% das intenções de voto nesta edição da CNT/Sensus, 0,8 ponto percentual a mais do que o alcançado anteriormente. Os candidatos Zé Maria (PSTU) e Plínio Sampaio (P-SOL) têm, cada um, 0,6% das intenções de votos.

Havendo segundo turno, Dilma venceria as eleições com 55,5% dos votos, enquanto Serra teria 32,9%. Brancos e nulos corresponderiam a 5,9%. Não responderam ou não sabem, 5,7%.

De acordo com a pesquisa espontânea, a diferença de intensão de votos entre Dilma e José Serra alcançou 21,3 pontos. A candidata do PT aparece com 44,3%, enquanto o candidato do PSDB aparece com 23% e Marina Silva com 7,1% das intenções de voto.

Segundo a pesquisa, 72,7% dos entrevistados disseram que já decidiram o seu voto. Além disso, 12,4% dos eleitores admitiram que podem mudar de opinião e 11,2% ainda não sabem em quem votar.

Governo Lula

O governo do presidente Lula bateu novamente o recorde de avaliação positiva. Segundo a pesquisa CNT/Sensus 78,4% dos eleitores o governo do petista é ótimo (39,5%) ou bom (38,8%); para 15,9%, o governo Lula é regular e para 3,9% o governo é ruim (1,8%) ou péssimo (2,1%). O recorde anterior foi registrado na última pesquisa, realizada no mês de agosto, quando o governo foi avaliado positivamente por 77,5% dos pesquisados. 

De acordo com o presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade, a popularidade do presidente é explicada pelo sucesso do governo nas áreas econômica e social. “As pessoas veem que ele foi bem sucedido na economia e nos programas sociais, e sabem que a vida melhorou no interior do país e nas classes C e D”, avaliou Andrade.

A 104ª Pesquisa CNT/Sensus ouviu 2 mil pessoas em 136 municípios de 24 estados, entre os dias 10 e 12 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Com informações da Agência Brasil