Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 09 / Para cientista político, seria 'melhor' Roriz perder no voto, não na Justiça

Para cientista político, seria 'melhor' Roriz perder no voto, não na Justiça

por jessicasouza publicado , última modificação 01/09/2010 17h50

(Foto: José Cruz/ABr)

São Paulo - Na avaliação do cientista político, David Fleischer, a impugnação de Joaquim Roriz pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve prejudicar a campanha do candidato ao governo do Distrito Federal pelo PSC. Como ele recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), ele ainda pode manter sua campanha, embora ameaçado. Para Fleischer, uma condenação política seria preferível à judicial no caso.

Na noite de terça-feira (31), baseado na Lei da Ficha Limpa, o TSE rejeitou por seis votos a um o registro do candidato do PSC. Datafolha e Ibope mostram crescimento de Agnelo Queiroz (PT), apontando empate técnico entre os dois.

"A impugnação vai afetar muito negativamente a campanha do Roriz. A oposição vai bater forte nisso. O Agnelo já está empatado com o Roriz e vem subindo e deve ultrapassá-lo, segundo as pesquisas. Seria muito melhor que Roriz fosse 'impugnado nas urnas', porque o Distrito Federal ficaria livre (dele) de uma vez", avalia o cientista.

Até a decisão do STF, o candidato pode participar de comícios e de seus programas eleitorais no rádio e na televisão. Caso a puniçao seja mantida, a coligação de Roriz, Esperança Renovada, tem até 2 de outubro para uma troca de candidato. Se a decisão não sair antes da eleição, Joaquim Roriz poderá rececer votos, mas não poderá ser empossado sem a decisão final do STF.





registrado em: , , ,