Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 07 / Ministério Público inclui Maluf entre 322 impugnados

Ministério Público inclui Maluf entre 322 impugnados

por Alex Rodrigues, da Agência Brasil publicado , última modificação 29/07/2010 18h00

O deputado federal Paulo Maluf. (Foto: Janine Moraes/Agência Câmara)

São Paulo - A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de São Paulo pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que impeça outros 322 candidatos de disputarem as próximas eleições de outubro. Com isso, já chegam a 1.123 as contestações a candidaturas apresentados pelo Ministério Público no estado. Todos os casos ainda terão que ser julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cabendo recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Do total dessas impugnações, 46 estão relacionados à Lei da Ficha Limpa, que veta a candidatura de quem foi condenado em decisão colegiada (por mais de um juiz) por crimes contra a administração pública e contra o sistema financeiro, por ilícitos eleitorais, abuso de autoridade, prática de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, tortura, racismo, trabalho escravo ou formação de quadrilha.

Entre os impugnados estão o deputado federal Paulo Maluf - interessado em disputar a releição ao cargo -, além de candidatos à Assembleia Legislativa estadual e ao Congresso Nacional. A maioria dos pedidos de impugnações está relacionada à falta de documentos, como certidão criminal. A partir da notificação da impugnação, os candidatos devem apresentar recurso em até sete dias corridos. O registro das candidaturas deve ser julgado, inclusive em grau de recurso, até o dia 19 de agosto.

De acordo com a Procuradoria Regional Eleitoral, os três grupos de pedidos de registro de candidatura já analisados somam 2.489 solicitações. Os últimos 777 pedidos devem ser analisados até domingo (1º de agosto).

registrado em: ,