Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 03 / Partidos definem aliança em SP e podem fechar apoio à candidatura de Mercadante

Partidos definem aliança em SP e podem fechar apoio à candidatura de Mercadante

Segundo o presidente do PT paulista, o desafio é construir um "palanque forte" para sustentar candidatura estadual e da ministra Dilma Rousseff ao Planalto
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado , última modificação 23/03/2010 19h50
Segundo o presidente do PT paulista, o desafio é construir um "palanque forte" para sustentar candidatura estadual e da ministra Dilma Rousseff ao Planalto

(Foto: Jonas Pereira/Agência Senado)

São Paulo – Seis partidos que integram a base de apoio do governo federal formalizaram nesta terça-feira (23) o apoio para consolidar um "projeto alternativo" para disputar o Executivo paulista. Segundo o presidente do PT de São Paulo, Edinho Silva, esses partidos demonstram "grande simpatia" pela candidatura do senador Aloizio Mercadante. As informações são do PT estadual. As legendas envolvidas são, além do PT, o PDT, PRB, PC do B, PPL e PR.

“O que nos unifica é a construção de um projeto alternativo que dê respostas aos principais problemas do povo paulista”, disse Edinho Silva, após reunião. Segundo ele, na semana que vem continuará em discussão a elaboração de um programa de governo, com destaque para questões relacionadas a segurança pública, educação, transporte e infraestrutura urbana.

“O importante é que o PT entenda o tamanho do seu desafio histórico, que é a construção de um palanque forte que dê sustentação ao nosso pré-candidato e à ministra Dilma (Rousseff) em São Paulo. Nunca disputamos em condições tão favoráveis. Nada disso será possível se o PT não estiver unificado”, acrescentou o dirigente petista. Em relação ao PSB, ele afirmou que o diálogo permanece. “O PSB continua sendo parceiro fundamental na construção de um Brasil mais justo, e em São Paulo vamos tratá-lo também como aliado.”