Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2017 / 07 / Uruguai inicia venda de maconha em farmácias do país para uso recreativo

américa do sul

Uruguai inicia venda de maconha em farmácias do país para uso recreativo

Cada pessoa poderá comprar um máximo de 10 gramas por semana e até 40 gramas ao mês. País se torna o primeiro a aplicar um controle estatal sobre a produção e compra e venda da substância
por Redação publicado 19/07/2017 13h48
Cada pessoa poderá comprar um máximo de 10 gramas por semana e até 40 gramas ao mês. País se torna o primeiro a aplicar um controle estatal sobre a produção e compra e venda da substância
irCCA/divulgação
maconha uruguai.jpg

Serão distribuídas duas variedades de maconha, que foram denominadas como Alfa I e Beta I

Opera Mundi – O Uruguai começou a vender nesta quarta-feira (19) maconha para uso recreativo nas farmácias. Assim, o país passa a ser o primeiro do mundo a aplicar um controle estatal sobre a produção e compra e venda da substância

A venda começou em 16 farmácias de 11 dos 19 departamentos do país, de menos de 3,5 milhões de habitantes e com mais de mil destes estabelecimentos em todo o território.

As 4.959 pessoas registradas até agora como adquirentes de maconha em farmácias poderão comprar a partir de hoje a substância em vasilhas de cinco gramas a um preço de 187,04 pesos uruguaios (cerca de R$ 20). Cada pessoa poderá comprar um máximo de 10 gramas por semana e até 40 gramas ao mês.

Serão distribuídas duas variedades de maconha, que foram denominadas como Alfa I e Beta I, ambas com uma média de 2% do componente psicoativo tetrahidrocanabinol (THC).

A Alfa I é um híbrido de predominância índica e 7% de cannabidiol (CBD) e lhe são atribuídos efeitos psicoativos que se manifestam em nível físico. Por sua parte, a Beta I é um híbrido de predominância sativa com 6% de CBD com a atribuição de efeitos psicoativos em nível cerebral.