Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2012 / 12 / Saúde de Chávez evolui de estável para favorável, diz vice da Venezuela

Saúde de Chávez evolui de estável para favorável, diz vice da Venezuela

por Renata Giraldi, da Agência Brasil publicado , última modificação 14/12/2012 11h20

Brasília – Após passar por uma cirurgia de mais de seis horas e a ocorrência de um sangramento, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, passa bem e está em processo de recuperação, segundo o vice-presidente e chanceler, Nicolás Maduro. “O estado de saúde do presidente é estável para favorável”, disse Maduro ontem (13) à noite. Chávez foi operado em Cuba, há três dias, para a retirada de um tumor maligno na região pélvica. Desde então, não há imagens do presidente venezuelano.

Maduro explicou que, durante a cirurgia, Chávez teve uma complicação. "Foi uma complicação por causa de um sangramento inesperado, mas controlado de forma adequada", disse. "Em qualquer caso, uma operação exige um processo delicado e pós-operatório. Nas últimas horas, esse processo evoluiu de estável para positivo, o que dá origem a manter o diagnóstico de uma recuperação crescente do comandante Hugo Chávez", acrescentou.

Apontado como sucessor de Chávez pelo próprio presidente, o vice agradeceu as orações e o apoio que tem sido dado em favor da recuperação do venezuelano. “Nós planejamos manter as pessoas e o mundo informados”, disse ele, durante campanha do aliado ao governo, o socialista, Tarek El Aissami, no estado de Aragua.

Maduro disse que pessoas das mais diversas religiões, de muçulmanos a cristãos, pedem pela recuperação do “comandante”, inclusive povos indígenas descendentes dos maias e astecas na  América Central. Ele pediu que as orações sejam mantidas. "Peço-lhes que a incerteza seja convertida em oração diária”, ressaltou.

Chávez submeteu-se à quarta cirurgia em 18 meses. No ano passado, ele foi diagnosticado com câncer e, desde então, faz tratamento em Cuba para combater a doença. Não há detalhes sobre o tratamento, nem como ele reage. Porém, o presidente conseguiu concorrer às eleições de outubro e vencer, obtendo mais um mandato. A dúvida é se ele conseguirá tomar posse dia 10.

Com informações da agência pública de notícias da Venezuela, AVN e da emissora multiestatal de televisão, Telesur

registrado em: , ,