Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2009 / 10 / Socialistas têm vitória folgada em eleição grega

Socialistas têm vitória folgada em eleição grega

por Dina Kyriakidou publicado , última modificação 05/10/2009 13h21 © Thomson Reuters 2009. All rights reserved

Atenas - Os socialistas gregos obtiveram no domingo uma ampla vitória eleitoral, com promessas de mais impostos e gastos públicos para enfrentar uma crise econômica que o atual governo conservador foi incapaz de resolver.

Num confronto entre herdeiros de dinastias políticas importantes, o líder do Partido Socialista Pan-Helênico (Pasok), George Papandreou, conseguiu chegar ao poder em sua terceira tentativa, depois das derrotas de 2004 e 2007. Ele derrotou o atual primeiro-ministro Costas Karamanlis.

Militantes socialistas comemoraram enchendo o centro ateniense com bandeiras verdes, dançando, gritando e tocando tambores e buzinas.

"Hoje mudamos o rumo da Grécia e das nossas vidas. Hoje começamos um grande esforço nacional para colocar o nosso país num rumo de recuperação, desenvolvimento e criação", disse Papandreou a jornalistas, após declarar vitória diante de uma entusiasmada multidão.

Projeções do Ministério do Interior apontam uma ampla maioria parlamentar do Pasok, num país que é visto como o elo mais fraco da zona do euro.

Papandreou, 57 anos, prometeu um pacote de estímulo de 3 bilhões de euros (4,36 bilhões de dólares), com uma política de taxar mais os ricos e ajudar os pobres. Já Karamanlis, 53 anos, propunha mais dois anos de austeridade.

O atual premiê admitiu a derrota, cumprimentou o rival e renunciou à liderança do seu partido. "Nosso governo enfrentou a tempestade da mais séria crise do pós-guerra (...). Os cidadãos não aprovaram meu plano", disse ele a jornalistas.

Com 50% dos votos apurados, o Pasok tinha 43,6% dos votos, e a Nova Democracia, de Karamanlis, tinha 35. Pela projeção do ministério, os socialistas terão 160 das 300 cadeiras parlamentares.

"Sentimos que um peso pesado foi suspenso", disse a militante socialista Litsa Moraitou, 55 anos. "(Os conservadores) prometeram combater a corrupção, mas foi mentira. Agora podemos novamente ter esperança."

Nascido nos EUA, Papandreou, um político de discurso brando, lutou para escapar à sombra do seu legendário pai, o falecido Andreas Papandreou, fundador do Pasok. Karamanlis, orador inflamado, é sobrinho do veterano estadista Constantine Karamanlis.

O resultado eleitoral deve agradar os mercados, "não porque tenhamos preferência entre os dois partidos, mas porque um novo governo com maioria parlamentar terá um mandato revigorado para buscar seu programa ao longo de um mandato de quatro anos", segundo Alexander Moraitakis, presidente da SMEHA, entidade que reúne corretoras de valores locais.

Fonte: Reuters

registrado em: ,