Você está aqui: Página Inicial / Esportes / jogos-olimpicos / Reunião e decretos marcam primeiro dia útil da cidade-sede das Olimpíadas de 2016

Reunião e decretos marcam primeiro dia útil da cidade-sede das Olimpíadas de 2016

por Flávia Villela publicado , última modificação 05/10/2009 16h00

Rio de Janeiro - Após hastear a bandeira Olímpica pela primeira vez no Rio, no Palácio da Cidade, sede da prefeitura, o prefeito Eduardo Paes realizou na manhã desta segunda-feira (5) uma reunião de trabalho com os secretários municipais e presidentes de empresas públicas, com a participação do governador Sérgio Cabral e do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, para tratar da organização dos Jogos Olímpicos de 2016.

Foram assinados três decretos municipais referentes às Olimpíadas: um para articular oportunidades de negócios e investimentos no Rio, outro para definir a identidade visual dos documentos oficiais da prefeitura para os Jogos e o terceiro que cria um grupo de trabalho que irá identificar os legados deixados pelos megaeventos já realizados no Rio. 

Na próxima quarta-feira (7) será a vez do governador Sérgio Cabral se reunir com secretários para estabelecer as metas para os Jogos Olímpicos. Ele anunciou que uma das prioridades será a conclusão até 2016 da linha 4 do metrô, ligando a Barra, na zona oeste do Rio, à Zona Sul. A obra de cerca de 13 quilômetros e com orçamento de R$ 2,8 bilhões prevê seis estações entre Ipanema, prevista para ser inaugurada em dezembro, e o Jardim Oceânico, na Barra.

“Não faltarão recursos. Estamos prevendo investimentos públicos e privados de aproximadamente US$ 50 bilhões para os próximos três, cinco anos”, disse o governador. Ele anunciou que, com as melhorias no transporte público, a meta é triplicar o número de passageiros de trens e do metrô nos próximos sete anos. Hoje, cerca de 1 milhão de passageiros utilizam o transporte público na cidade por dia.

Na área de segurança, Cabral anunciou que está prevista a contratação de mais 10 mil policiais militares até 2016.

Fonte: Agência Brasil




registrado em: ,