Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2016 / 08 / Brasil vence a favorita Espanha no basquete por um ponto

Olimpíada

Brasil vence a favorita Espanha no basquete por um ponto

Torcida vibrante transformou ginásio em caldeirão, intimidando os adversários. Quinto dia olímpico segue com brasileiros na briga por medalhas
por Redação RBA publicado 09/08/2016 19h16, última modificação 09/08/2016 19h42
Torcida vibrante transformou ginásio em caldeirão, intimidando os adversários. Quinto dia olímpico segue com brasileiros na briga por medalhas
Ministério do Esporte
basket.jpg

Marquinhos: Brasil segue motivado para tentar chegar à segunda fase do torneio de basquete

São Paulo – A Arena Carioca 1, que recebe os jogos de basquete dos Jogos Olímpicos, viveu a disputa mais emocionante da modalidade até hoje (9), quinto dia de disputa. Por um ponto suado de diferença, a seleção masculina do Brasil bateu a favorita Espanha. Com a torcida extasiada, o time conseguiu neutralizar um dos maiores nomes do esporte, Pau Gasol, e fechar com um placar de 66 a 65.

Os espanhóis são os atuais campeões europeus e medalhistas de prata nos Jogos de Londres (2012), perdendo apenas para a virtualmente imbatível seleção norte-americana. Agora, o Brasil segue motivado para tentar chegar à segunda fase do torneio. Antes, o time perdera para a forte seleção da Lituânia, e encara na quinta-feira (11) a Croácia. No mesmo grupo estão a potência Argentina e a Nigéria.

Já o basquete feminino não repetiu o bom resultado, e terá um duro desafio para avançar na competição. Hoje, as meninas perderam por placar de 65 a 63 para Belarus. No sábado passado (6), o time já havia perdido de 84 a 66 para a Austrália. Os próximos desafios, que compõem a chave, serão contra França, Japão e Turquia.

No tatame, o Brasil chegou perto de conseguir sua segunda medalha. A judoca Mariana Silva chegou até a semifinal na categoria até 63 quilos, mas perdeu para a holandesa Anicka van Emden, atual líder no ranking mundial. Em seu caminho, Mariana passou por grandes adversárias, derrotando, inclusive, a campeã mundial Yarlei Grebi. Apenas a medalhista dourada Rafaela Silva chegou tão longe no judô até então. Outro lutador brasileiro, Victor Penalber, também acabou derrotado em sua segunda luta, deixando a competição na categoria até 81 quilos.

Nos esportes coletivos, a seleção feminina de futebol, que vem encantando a torcida brasileira com bons resultados, encara a África do Sul, às 22h. O jogo é válido pela fase de grupos, mas a seleção já está classificada para a segunda fase. O time de vôlei masculino enfrenta seu segundo desafio, após vitória no fim de semana contra o México. O adversário é a seleção canadense, também pela fase de grupos, às 22h35.

Os rapazes do handebol não conseguiram nova vitória, perdendo hoje para a Eslovênia, por 31 a 28. Na estreia (7), o time venceu a Polônia por 34 a 32. Já o tênis brasileiro tenta manter a boa sequência. A dupla Marcelo Melo e Bruno Soares disputa contra os romenos Florian Mergea e Horia Tecau uma vaga entre as quatro melhores duplas do torneio. Ontem, os brasileiros eliminaram a dupla sérvia, que conta com o número um do ranking da ATP, Novak Djokovic.

Na ginástica olímpica feminina por equipes, o Brasil acabou ficando na última colocação, repetindo resultado de Pequim (2008). Em Londres, o time nem sequer chegou às finais. As meninas não conseguiram repetir a boa atuação da fase eliminatória, quando acabaram avançando na quinta posição. Os Estados Unidos garantiram o ouro, com destaque para Simone Biles, recordista de ouros em mundiais.