Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2013 / 04 / Estádios da Copa ficam prontos até início de 2014, diz Rebelo

Estádios da Copa ficam prontos até início de 2014, diz Rebelo

Ministro visita obras do Itaquerão ao lado de Alckmin e Haddad; prefeito anuncia processo de desapropriação para construção de alças de acesso
por Redação da RBA publicado , última modificação 11/04/2013 14h47
Ministro visita obras do Itaquerão ao lado de Alckmin e Haddad; prefeito anuncia processo de desapropriação para construção de alças de acesso

Haddad, Alckmin e Rebelo na visita ao Itaquerão (Foto: Ale Vianna/Brazil Photo Press/Folhapress)

São Paulo – O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou hoje (11) em São Paulo que todos os estádios da Copa de 2014 serão entregues até o início do próximo ano, faltando alguns meses para a competição. O anúncio foi feito durante visita às obras da Arena Corinthians, também conhecida como Itaquerão, na zona leste da cidade, ao lado do prefeito Fernando Haddad (PT) e do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Até o momento, ficaram prontos três dos seis estádios que sediam a Copa das Confederações já em 2013: Fonte Nova (Salvador), Mineirão (Belo Horizonte) e Castelão (Fortaleza). Os demais – Maracanã (Rio de Janeiro), Nacional Mané Garrincha (Brasília) e Arena Pernambuco (Recife) – devem ser entregues até junho, segundo Rebelo.

Durante a visita de hoje, o prefeito Haddad anunciou o início do processo de desapropriação nas avenidas Jacu-Pêssego e Radial Leste para construção das alças de acesso ao Itaquerão, que será usado apenas na Copa do Mundo. Segundo ele, essas desapropriações e todos os gastos da prefeitura no projeto de construção do estádio em Itaquera terão custo de R$ 420 milhões e não envolvem remoção de famílias.

O prefeito afirmou que os gastos do município na construção da Arena Corínthians superam R$ 500 milhões por conta da desapropriação do local onde está sendo erguido o estádio.

As obras das alças bem como as demais intervenções no entorno no estádio são de responsabilidade do governo do Estado. Segundo Alckmin, elas custarão R$ 257 milhões e ficarão prontas até março de 2014. De acordo com o governador, a construção das alças de acesso das avenidas Jacu Pêssego e Radial Leste está orçada em R$ 61 milhões.

Alckmin e Haddad afirmaram hoje que o projeto de construção do estádio integra o plano de melhorias para a zona leste da capital paulista. Segundo eles, o plano prevê a criação de uma lei de incentivos fiscais, por parte da prefeitura, para atrair investimentos na região, construção de unidades de educação, de ensino técnico e superior e de um centro cultural.

Integração

Questionado sobre integração do Bilhete Único mensal, que deve ser lançado pela prefeitura em novembro, o governador Geraldo Alckmin afirmou que seu governo estuda proposta de integrar as redes do Metrô e de trens metropolitanos ao sistema que permite o pagamento de um valor mensal e uso ilimitado de ônibus, trem e metrô.

O governador afirmou também que o reajuste nas tarifas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) deve ser feito em junho. "A tarifa da CPTM já deveria ter subido em fevereiro", disse o governador.

Segundo ele, o adiamento do reajuste foi feito para atender pedido do Ministério da Fazenda para evitar maior impacto na inflação no período do início do ano, época em que costuma ocorrer reajustes em impostos (PTU e IPVA, por exemplo) e gastos sazonais como material escolar.

Haddad afirmou que o valor da tarifa dos ônibus do transporte público municipal também será reajustada no mês de junho.

Com informações do repórter Raimundo Oliveira