Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2013 / 02 / Marta pretende resgatar o esporte pela periferia

Marta pretende resgatar o esporte pela periferia

Ex-jogadora de basquete diz que Santo André não tem verba, mas aposta em patrocinadores
por Antonio Kurazumi, do ABCD Maior publicado , última modificação 13/02/2013 17h54
Ex-jogadora de basquete diz que Santo André não tem verba, mas aposta em patrocinadores

"Não vou lutar por mim, mas pelos atletas", diz Marta Sobral, que assumirá a Secretaria de Esporte de Santo André (Foto: Confederação Brasileira de Basketball)

São Bernardo do Campo – A escolha de Marta Sobral para a diretoria de lazer de Santo André e, futuramente, Secretaria de Esporte – que se desmembrará de cultura - pegou a própria ex-jogadora da seleção brasileira de basquete de surpresa. Sobral, entretanto, não hesitou em aceitar o convite e já tem planos de como tentará reerguer o esporte andreense. Dar chance às crianças da periferia e trazer o público andreense de volta aos eventos esportivos são as principais bandeiras de Marta, que não vê só flores para o futuro: “Estamos sem dinheiro, vou correr atrás de patrocinadores”. Para fechar a entrevista, revelou que a seleção de basquete sub-19 pode treinar para os campeonatos na cidade.

 
Como surgiu o convite para virar diretora de lazer e, futuramente, secretária de Esportes de Santo André?

O convite aconteceu em um evento anual que fazemos na Unas (entidade que toca projetos sociais em Heliópolis) e o Grana foi convidado porque conhece o pessoal da comunidade. Eu estava lá porque tenho um projeto de esportes na Unas, que já tinha apresentado para o Grana. Ele compareceu a esse evento anual e falou para todo mundo sobre isso (que ia chamá-la para ser diretora de esportes). Não esperava, foi uma surpresa muito boa. Eu queria montar o meu projeto em Santo André, o Lance Livre, que atende mais de 600 crianças em Heliópolis. Eu só queria arranjar um espaço em Santo André com ele para tocar o projeto, principalmente nas comunidades. E ele também tinha essa intenção de colocar nas comunidades e disse: “Encontrei a pessoa certa”. Aí ele fez o convite lá mesmo, fiquei super emocionada, nem eu esperava e muito menos o pessoal da Unas.

 E você vai tocar mesmo esse projeto em Santo André?.............

Leia íntegra da entrevista