Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2012 / 02 / Votação da Lei Geral da Copa terá de ser repetida na Câmara

Votação da Lei Geral da Copa terá de ser repetida na Câmara

E Ricardo Teixeira permanecerá à frente da CBF
por Redação da RBA publicado , última modificação 29/02/2012 19h39
E Ricardo Teixeira permanecerá à frente da CBF

São Paulo – Foi como a anulação de um jogo de futebol, que é possível, mas raramente acontece. A aprovação da Lei Geral da Copa (Projeto de Lei 2.330, de 2011), ontem (28), não valeu. O projeto terá de ser votado novamente na próxima terça-feira (6) na comissão especial da Câmara dos Deputados, informou o relator, Vicente Candido (PT-SP). O motivo foi uma irregularidade em relação ao regimento interno da Casa.

De acordo com informações da Agência Câmara, na aprovação do projeto a comissão deixou de encerrar os trabalhos no momento em que a ordem do dia no plenário foi aberta. Com isso, as sessões coincidiram – durante dois minutos –, o que é vetado pelo regime. O relator afirmou que a decisão de votar novamente a matéria foi tomada para evitar questionamentos jurídicos, mas ressaltou que se trata apenas de formalidade.

Depois de reaprovar o projeto, a comissão deverá analisar os destaques – o que estava previsto para ocorrer hoje (29). Um dos itens trata da permissão para venda de bebidas alcóolicas nos estádios durante a Copa de 2014. 

CBF

Também hoje, assembleia geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), realizada no Rio de Janeiro, aprovou a permanência do presidente da entidade, Ricardo Teixeira. Nas últimas semanas, havia especulação sobre a queda do cartola, no poder desde 1989. Ele também comanda o Comitê Organizador Local (COL) da Copa.

Do lado de fora, houve protesto pela saída de Teixeira.