Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2012 / 01 / Para Fifa, Copa na Rússia em 2018 está mais adiantada do que a do Brasil

Para Fifa, Copa na Rússia em 2018 está mais adiantada do que a do Brasil

Na comemoração do centenário da União Russa de Futebol, sobrou a crítica de Joseph Blatter ao país sede do Mundial de 2014
por Redação da RBA publicado 20/01/2012 18h50, última modificação 20/01/2012 19h00
Na comemoração do centenário da União Russa de Futebol, sobrou a crítica de Joseph Blatter ao país sede do Mundial de 2014

São Paulo – Ao final da semana em que o secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, visitou o Brasil, foi a vez do presidente da entidade pressionar o país sede da Copa do Mundo de 2014. Em visita a São Petersburgo, na Rússia, que receberá o principal campeonato de futebol do planeta em 2018, Joseph Blatter elogiou os preparativos do país europeu.

"Posso lhe dizer que estamos mais, bem mais avançados (na Rússia). Diria ainda que temos mais problemas no momento no Brasil do que... aqui", resumiu Blatter, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (20). Em dezembro de 2011, Blatter havia reclamado da estrutura de aeroportos, estradas e transporte público no Brasil.

Durante a visita de Valcke, nesta semana, as queixas concentraram-se na demora para a aprovação da Lei Geral da Copa, o conjunto de medidas adotadas para a organização do evento, delimitando responsabilidades da Fifa e do governo federal, além de outras questões. A demora na tramitação do texto no Congresso Nacional decorre de polêmicas como a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante o mundial – hipótese vedada pelo Estatuto do Torcedor – e o preço dos ingressos.

Para receber a Copa de 2018, os russos bateram a Inglaterra na disputa, além de candidaturas conjuntas entre Portugal e Espanha e entre Bélgica e Holanda. A decisão foi tomada em dezembro de 2010.

Na visita, Blatter participa das comemorações do centenário da União Russa de Futebol. O presidente da Federação Europeia de Futebol (Uefa), o francês Michel Platini, também participa do evento.

Com informações da Reuters

registrado em: , , , ,