Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2014 / 07 / Exposição em São Paulo celebra os 20 anos do Castelo Rá-Tim-Bum

Infantil

Exposição em São Paulo celebra os 20 anos do Castelo Rá-Tim-Bum

Objetos de cena, figurinos, fotografias, vídeos e mais de dez ambientes do castelo foram recriados para a mostra, que fica em cartaz até outubro no Museu da Imagem e do Som
por Redação RBA publicado 18/07/2014 13h38, última modificação 18/07/2014 15h13
Objetos de cena, figurinos, fotografias, vídeos e mais de dez ambientes do castelo foram recriados para a mostra, que fica em cartaz até outubro no Museu da Imagem e do Som
Paulo Pinto/Fotos Públicas
Castelo

Exposição recria ambientes do programa Castelo Rá-Tim-Bum

Depois do cineasta Stanley Kubrick e do rock star David Bowie, o Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, se volta ao universo infanto-juvenil com a mostra Castelo-Rá-Tim-Bum. A exposição, que fica em cartaz até o Dia da Criança, 12 de outubro, celebra os 20 anos do programa produzido e transmitido pela TV Cultura. É uma viagem ao mundo dos sonhos que preencheu a infância de muitas crianças no início da década de 1990.

A mostra ocupa dois andares do museu e está dividida em duas partes. Na primeira, os visitantes terão acesso às peças do acervo do programa, algumas delas restauradas especialmente para o evento. Nessa área, o visitante confere objetos de cena, figurinos dos personagens, fotografias, programas e músicas que marcaram uma das melhores emissões infantis da televisão brasileira. Vídeos com depoimentos dos atores do elenco original também compõem a exposição.

A outra parte é a recriação do castelo, com mais de dez ambientes, entre eles o saguão e a biblioteca. A impressão é que Nino, Zequinha, Pedrinho e Biba vão surgir a qualquer momento durante a visita. Os bonecos originais do Gato Pintado, do monstro Mau, da cobra Celeste e as botas Tap e Flap também podem ser vistas bem de perto. E atenção para a passagem secreta entre o hall e o quarto do Nino...

Durante os finais de semana, serão apresentados espetáculos com alguns dos principais atores do elenco, como Rosi Campos, que interpretava a Dona Morgana, e Angela Dip, a repórter Penélope. Entre meados de agosto e o início de setembro, também estão previstas oficinas de stop-motion com massinha de modelar.

O que é bom dura pouco

O programa infanto-juvenil Castelo Rá-Tim-Bum, criado pelo dramaturgo Flávio de Souza e dirigido por Cao Hamburguer, foi ao ar pela primeira vez no dia 9 de maio de 1994. Produzido e exibido pela TV Cultura até 1997, é considerado até hoje como exemplo de programação infantil de qualidade. Chegou a atingir incríveis 12 pontos de audiência, índice jamais alcançado por uma série educativa ou por um programa da emissora.

Mesmo com o sucesso, o programa não resistiu por muito tempo. "No início dos anos 1990, sua grade de programação infantil era de tão alta qualidade que incomodou as concorrentes. Mas durou pouco. A instabilidade administrativa, determinada por ingerências políticas, interrompeu aquele bom momento", afirmou o sociólogo e jornalista Laurindo Lalo Leal Filho, em artigo na Revista do Brasil.

A exposição Castelo Rá-Tim-Bum, concebida pelo Museu da Imagem e do Som (MIS) com apoio da TV Cultura/Fundação Padre Anchieta, vai além das boas lembranças de algo que durou pouco. A mostra não deixa de ser uma forma de reforçar (inclusive para a própria TV Cultura) a importância de oferecer ao público infantil alternativas de qualidade, que estimulem o desenvolvimento da criança e não tenham como fim a formação de "consumidores mirins".

Castelo Rá-Tim-Bum - A Exposição
Quando: até 12 de outubro
De terça a sexta, das 12h às 21h, aos sábados, das 10h às 22h,
e aos domingos e feriados das 10h às 20h
Onde: Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo (SP)
Quanto: R$ 5, R$ 10, R$ 15 e R$ 30