Você está aqui: Página Inicial / Educação / 2015 / 07 / ‘Decisão do STF repara parte da injustiça cometida com professores’, diz Apeoesp

Pagamento

‘Decisão do STF repara parte da injustiça cometida com professores’, diz Apeoesp

Tribunal ordenou que o governo de São Paulo pague dias que docentes ficaram paralisados
por Redação RBA publicado 03/07/2015 13h14, última modificação 03/07/2015 14h01
Tribunal ordenou que o governo de São Paulo pague dias que docentes ficaram paralisados
Divulgação/Apeoesp
Greve professores

Durante a mais longa greve da história, os professores parados passaram a ter seus salários descontados em abril

São Paulo – A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinando o governo de São Paulo a pagar o salário correspondente aos dias que os professores ficaram paralisados durante a greve é justa, adequada e repara em parte a injustiça cometida com os docentes, segundo avalia o secretário de Comunicação da Apeoesp (sindicato da categoria), Roberto Guido. Em entrevista hoje (3) à Rádio Brasil Atual, Guido afirma que independentemente da decisão do STF a “intransigência governo permanece”, já que o governo ainda apresentou à categoria o prometido reajuste salarial. “O governo desrespeita a população de São Paulo, e comprava aquilo que a Apeoesp vinha falando que o governo do estado não tem proposta efetiva ao magistério e para a valorização pública.”

Ouça a entrevista

registrado em: , , ,