Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2015 / 01 / MPs sobre direitos sociais estão no tamanho certo, diz Nelson Barbosa

Sob medida

MPs sobre direitos sociais estão no tamanho certo, diz Nelson Barbosa

'Vamos defender as medidas em todos os espaços', afirmou o ministro, que se reuniu com empresários em São Paulo
por Flávia Albuquerque, da Agência Brasil publicado 29/01/2015 17h17, última modificação 29/01/2015 17h46
'Vamos defender as medidas em todos os espaços', afirmou o ministro, que se reuniu com empresários em São Paulo
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Nelson Barbosa

Ministro do Planejamento diz que governo não pretende recuar

São Paulo – O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, disse hoje (29) acreditar que as medidas propostas para direitos trabalhistas estão na medida correta e que o assunto será discutido com as centrais sindicais e o Congresso Nacional. “Vamos defender as medidas em todos os espaços. O tamanho delas é o que consideramos correto”, ressaltou, após reunião com empresários da Federação das Indústrias do Estado de São paulo (Fiesp).

No fim do ano passado, o governo anunciou as medidas provisórias (MP) 664 e 665, que alteram regras sobre pensão, auxílio-doença e seguro-desemprego.

Barbosa explicou que o grupo de trabalho interministerial, criado pelo governo para acompanhar os gastos públicos e formalizado hoje, servirá para auxiliar os ministérios a atravessarem 2015, considerado período de forte restrição fiscal, e para começar a preparação do Planejamento Plurianual.

“O grupo discutirá a situação orçamentária de cada ministério para este ano e como poderão se adaptar ao contingenciamento, se houver. E tudo indica que haverá. Mas também debaterá a racionalização dos programas de ações públicas para os próximos quatro anos”.

Presidente da Fiesp, Paulo Skaf enfatizou que a entidade mostrou a preocupação com a indústria de transformação e que não há como pensar em qualquer aumento tributário. “O ajuste fiscal tem de ser feito muito mais na redução de despesas. O ministro deixou claro que os planos são esses.”