Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2013 / 10 / Mantega vê cenário favorável à economia brasileira em 2014

Mantega vê cenário favorável à economia brasileira em 2014

Ministro aposta em programa de concessões, no pré-sal e na recuperação mundial para manter trajetória de crescimento dos últimos meses
por Redação RBA publicado 17/10/2013 12:23, última modificação 17/10/2013 14:20
Comments
Ministro aposta em programa de concessões, no pré-sal e na recuperação mundial para manter trajetória de crescimento dos últimos meses
wilson dias/abr
guido mantega

Para mantega, taxa de investimentos pode subir a 24% do PIB na próxima década

São Paulo – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje (17) que a economia mundial deve iniciar um processo de recuperação em 2014, o que deve ajudar o Brasil a manter a trajetória de crescimento verificada nos últimos meses, apesar das condições internacionais ainda adversas.

Mantega destacou, no caso brasileiro, o aumento dos investimentos, da produção industrial e da agricultura. Ele lembrou, como dado relevante, a produção de bens de capital (máquinas e equipamentos para a indústria), que estaria crescendo entre 11% e 12% ao mês.

“O mercado consumidor também está em franca recuperação, depois de sofrer com a inflação no começo do ano”, afirmou o ministro. Mantega também citou avanços no mercado de trabalho, afirmando que a economia brasileira “é uma das que mais gera emprego no mundo, em termos proporcionais”.

Segundo sua avaliação, o cenário positivo é possível devido à política de desenvolvimento do governo federal e à solidez dos fundamentos macroeconômicos, como o controle da inflação, o equilíbrio fiscal e o volume das reservas internacionais.

“A inflação dos últimos dez anos é a mais baixa da história, e tem ficado sempre dentro da meta, ao contrário do que acontecia antes.”

Sobre a política desenvolvimentista, o ministro destacou o programa de concessões na área de infraestrutura, da ordem de R$ 500 bilhões, voltado para portos, aeroportos, estradas e ferrovias, e o início da exploração do pré-sal, com o leilão de Libra, marcado para a semana que vem.

De acordo com Mantega, essas ações vão puxar o crescimento e criar um “grande efeito multiplicador” já a partir de 2014. A previsão é de que a taxa de investimentos no Brasil, em relação ao PIB, suba dos atuais 18% para 24% nos próximos dez anos.

comentários do blog alimentados pelo Disqus