Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2013 / 01 / Indústria paulista fecha 52 mil vagas em 2012; Fiesp prevê recuperação parcial

Indústria paulista fecha 52 mil vagas em 2012; Fiesp prevê recuperação parcial

por Redação da RBA publicado 22/01/2013 18h45, última modificação 22/01/2013 19h03

São Paulo – A indústria paulista eliminou 52.500 empregos no ano passado (queda de 2%), no segundo ano negativo em sequência, segundo informaram hoje (22) a Federação das Indústrias do Estado (Fiesp) e o Centro das Indústrias (Ciesp). Em 2011, foram fechadas 1.500 vagas. As entidades esperam recuperação este ano, mas não em ritmo suficiente para compensar as perdas de 2012. “Há um pouco de folga na mão de obra, e a recuperação em 2013 deve ser inferior à perda ocorrida em 2012”, afirmou o diretor-titular do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp e do Ciesp, Paulo Francini.

Dos 22 setores analisados, 16 tiveram desempenho negativo e seis, positivo – exatamente o inverso de 2011. O segmento de açúcar e álcool criou 8.126 vagas e o de produtos alimentícios, 5.627. Entre os que fecharam postos de trabalho, estão veículos automotores (-12.762), confecção de artigos de vestuário (-9.614), produtos de metal (-9.065) e têxteis (-7.328).

Segundo Francini, o clima de certa forma ajudou a manter alguns empregos no setor sucroalcooleiro. O volume de chuvas acima do normal, no segundo semestre do ano passado, atrasou a colheira. “A safra de cana chegou a invadir o mês de dezembro e depois engatou o plantio. Não tivesse havido essa retenção dos empregos em açúcar e álcool, [ as demissões ] seriam próximas a 60 mil”, estimouo

A Fiesp e o Ciesp esperam crescimento de 3% do PIB este ano e aumento de 3,9% na atividade industrial. Para o emprego no setor em São Paulo, a estimativa é de expansão de 1,6%.

registrado em: , ,