Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2012 / 10 / Mercado formal continua em ritmo menor, mas abre 150 mil vagas em setembro

Mercado formal continua em ritmo menor, mas abre 150 mil vagas em setembro

por Redação da RBA publicado 17/10/2012 15h42, última modificação 17/10/2012 15h50

São Paulo – O mercado formal continuou abrindo vagas em setembro, mas novamente com “perda de dinamismo”, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, que divulgou hoje (17) os resultados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O saldo entre admissões e demissões foi de 150.334, o mais fraco para o mês nos últimos dez anos. São 1.574.216 vagas a mais no ano (expansão de 4,15% no estoque) e 1.402.212 nos últimos 12 meses (3,68%).

Apenas no mês passado, a indústria de transformação teve saldo de 66.191 postos de trabalho com carteira assinada (crescimento de 0,80%) e os serviços, 55.221 (0,35%). O comércio abriu 35.919 (0,42%) e a construção civil, 10.175 (0,33%). Por fatores sazonais, o setor agropecuário fechou 19.014 vagas (-1,13%). O MTE destaca a queda no cultivo do café (-23.944), especialmente em Minas Gerais (-19.680) e o resultado positivo na cultura de cana-de-açúcar (3.344 vagas, com crescimento de 2.895 empregos em Pernambuco).

 No ano, a agropecuária tem o segundo maior índice de crescimento: 8,76%, com abertura de 136.578 empregos formais. A maior alta percentual é da construção, com 9,48%, o correspondente a um acréscimo de 273.922 vagas. O setor de serviços abre 667.166 postos de trabalho (4,33%), a indústria tem 256.961 a mais (3,15%) e o comércio, 178.175 (2,1%).