Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2011 / 03 / IOF para empréstimos externos acima de um ano pode aumentar se entrada de dólar continuar alta, diz Mantega

IOF para empréstimos externos acima de um ano pode aumentar se entrada de dólar continuar alta, diz Mantega

por Daniel Lima publicado 29/03/2011 17h45, última modificação 29/03/2011 17h58

Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse não descartar o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para empréstimos acima de um ano, obtidos no exterior, se as medidas adotadas nesta terça-feira (29) não surtirem efeito.

O governo elevou para 6,38% o imposto para empréstimos de até um ano como forma de reduzir a forte entrada de crédito externo barato no Brasil. Antes, até 90 dias, o governo cobrava 5,38%. A medida foi publicada no Diário Oficial da União.

“A gente está tentando reduzir o fluxo de curto prazo. Então, eu imagino que vai cair [o volume de recursos que entra em moeda estrangeira]. Se começa a aumentar para acima de 360 dias, nós também estaremos tomando medidas adequadas”, disse.

Segundo Mantega, o governo observa diariamente de onde vêm os dólares que entram no país e os motivos que levam os investidores a tomarem mais empréstimos, se para investimentos ou para especulação.

“Não queremos prejudicar a produção e também as [empresas] que captam no exterior para investimentos de médio e longo prazos”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil

 

registrado em: , ,