Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 02 / Preço da cesta básica sobe em 10 de 17 capitais, segundo o Dieese

Preço da cesta básica sobe em 10 de 17 capitais, segundo o Dieese

Salário mínimo necessário para uma família é calculado em R$ 1.987,26
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 08/02/2010 11h04, última modificação 08/02/2010 11h09
Salário mínimo necessário para uma família é calculado em R$ 1.987,26

São Paulo - O preço da cesta básica subiu em 10 das 17 capitais pesquisadas pelo Dieese em janeiro, na comparação com o mês anterior. Em relação a janeiro de 2009, o preço caiu em todas as capitais, com destaque para Belo Horizonte (-11,35%) e Goiânia (-9,38%).Segundo informou nesta segunda-feira (8) o Dieese, apesar da predominância de alta sobre dezembro, "as variações foram moderadas na maior parte das localidades". 

As maiores altas mensais foram registradas em Goiânia (4,61%), Salvador (1,43%) e Florianópolis (1,10%). Já as maiores quedas foram apuradas em Belo Horizonte (-3,87%), Brasília (-3,49%) e São Paulo (-1,39%). A cesta básica mais cara é a de Porto Alegre (R$ 236,55) e a mais barata, de Aracaju (R$ 169,13).

Com base no preço da cesta da capital gaúcha, o Dieese calcula que o salário mínimo necessário deveria ser de R$ 1.987,26 - 3,9 vezes o valor oficial.

registrado em: ,