Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2009 / 10 / Brasileiro é novo secretário executivo adjunto da Cepal

Brasileiro é novo secretário executivo adjunto da Cepal

Antônio Prado atualmente é chefe de setor do BNDES e tem estudado políticas anti-inflacionárias e de desenvolvimento
por Redação da RBA publicado 01/10/2009 17h36, última modificação 01/10/2009 17h37
Antônio Prado atualmente é chefe de setor do BNDES e tem estudado políticas anti-inflacionárias e de desenvolvimento

O pesquisador brasileiro de políticas econômicas, Antônio Prado, foi designado, nesta quinta-feira (1º), pelo Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, como Secretário Adjunto da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal).

Desde 2005, Prado é o Chefe de Assuntos Governamentais da Presidência do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social do Brasil (BNDES). Nos últimos anos, o economista analisou as políticas anti-inflacionárias e de desenvolvimento no Brasil. Além disso, grande parte da sua carreira esteve voltada para estudos sobre as mudanças tecnológicas na indústria e seus impactos no desenvolvimento econômico, no mercado de trabalho e nas relacões industriais brasileiras.

Doutor em economia, Prado foi conselheiro da Agência Brasileira de Promoção de Exportacões e Investimentos ( Apex), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi) e do Centro Celso Furtado, entre outras instituicões, incluindo organizacões da sociedade civil.

Na década de 90, o recém-nomeado secretário adjunto da CEPAL coordenou estudos inovadores sobre gênero e raça no mercado de trabalho das áreas metropolitanas do Brasil.

Antônio Prado foi professor da Universidade Federal de Campinas, Unicamp, da Universidade Católica de São Paulo e do Instituto Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Fonte: Rádio ONU.

registrado em: ,