Você está aqui: Página Inicial / Cidades / 2013 / 01 / São Paulo registra 12 mortes desde dezembro relacionadas às chuvas

São Paulo registra 12 mortes desde dezembro relacionadas às chuvas

por Bruno Bocchini, da Agência Brasil publicado 16/01/2013 18h48, última modificação 16/01/2013 18h51

Rio Paraitinga voltou a transbordar como em 2010, e desta vez deixou 115 pessoas desalojadas (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

São Paulo – O estado de São Paulo já registra 12 mortes em decorrência das chuvas desde o início do mês de dezembro – o mesmo número alcançado no ano passado, até 31 de março. Segundo dados da Defesa Civil, as mortes foram causadas principalmente  por raios (sete), e por enchentes (três). 

O estado contabiliza ainda 2.163 desalojados (no ano passado, até março, foram 1.638), 260 desabrigados (ante 284 em 2012), e 59 feridos (39 no ano passado). De acordo com a nomenclatura do setor, o desabrigado se diferencia do desalojado por depender de abrigo provido pelo setor público.

Das 129 cidades monitoradas pela Defesa Civil, 114 estão em estado de observação, 14 em estado de atenção e uma – Cubatão, na Baixada Santista – em estado de alerta. Na região, desde dezembro, já foram registrados 131 desalojados, 26 desabrigados e dois mortos.

Segundo a Defesa Civil, devido à grande concentração populacional – com cerca de 70% dos habitantes do estado – e a presença de serras e encostas, a região central e leste do estado são as mais atingidas pelos problemas decorrentes das chuvas. Na região de Campinas, já há 932 desalojados; na de Osasco, 412.

Em São Luiz do Paraitinga, situada no Leste do estado, o transbordamento do rio Paraitinga, que destruiu parte do centro da cidade em 2010, atingiu nas últimas semanas 96 casas e deixou 115 pessoas fora de suas residências. Em Osvaldo Cruz, no interior do estado, a Defesa Civil removeu cerca de 160 pessoas, devido aos alagamentos que atingiram a cidade.