Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2017 / 06 / Brasil trata o envelhecimento da população de forma negativa, critica Vannuchi

'valores invertidos'

Brasil trata o envelhecimento da população de forma negativa, critica Vannuchi

No dia 14 de junho é celebrado o Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa. No território brasileiro, idosos são tratados com desrespeito e descaso
por Redação RBA publicado 14/06/2017 14h28
No dia 14 de junho é celebrado o Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa. No território brasileiro, idosos são tratados com desrespeito e descaso
Marcel Oosterwijk / Flickr/ CC BY 2.0
idosos.jpg

Na contramão do mundo: Brasil tem população envelhecendo e quer diminuir direitos dos idosos

São Paulo – Para lembrar e lutar pelos direitos das pessoas idosas, nesta quinta-feira (15) é celebrado o Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa. Para o ex-ministro e membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, Paulo Vannuchi, o Brasil tem um histórico de descaso com essa parte da população e trata o envelhecimento de forma negativa.

"Enquanto em outros países se respeita o idoso, no Brasil se faz o contrário, repete-se que 'as pessoas estão envelhecendo, então tem que mudar a Previdência'. Tá errado. Que bom que as pessoas estão vivendo mais. Portanto, não temos que mudar a Previdência, mas sim, a cabeça da sociedade e valorizar a pessoa mais experiente", afirma Vannuchi, em sua coluna na Rádio Brasil Atual, hoje (14).

Desde 2003 o Brasil tem o Estatuto do Idoso, mas, segundo o ex-ministro, a lei ainda está longe de ser aplicada completamente. Segundo dados do Disque 100, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, mais de 32 mil sofreram violência em 2016. 

Ouça: