Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2017 / 01 / Ao menos 33 pessoas morrem em presídio de Roraima

facções

Ao menos 33 pessoas morrem em presídio de Roraima

Segundo a Secretaria de Justiça do estado, mortes são uma reação do PCC ao ocorrido em Manaus no início da semana
por Alex Rodrigues, da Agência Brasil publicado 06/01/2017 11h07, última modificação 06/01/2017 11h07
Segundo a Secretaria de Justiça do estado, mortes são uma reação do PCC ao ocorrido em Manaus no início da semana
Reprodução/Google Maps
roraima

Mortes em Roraima ocorrem na mesma semana em que 60 foram assassinados no Amazonas

Brasília – Pelo menos 33 presos da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), na zona Rural de Boa Vista (RR), foram mortos hoje (6). Segundo a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), o tumulto na unidade começou durante a madrugada.

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar entraram no presídio no começo da manhã e a situação já está sob controle. As autoridades estaduais ainda não divulgaram detalhes sobre o que aconteceu.

Segundo a Sejuc, as mortes são uma reação do PCC (Primeiro Comando da Capital) ao ocorrido em Manaus no início da semana, já que os mortos eram ligados à facção paulista.

De acordo com a imprensa local, que divulgou imagens como sendo de hoje, presos podem ter sido decapitados. O Pamc é o maior presídio de Roraima.

As mortes em Roraima ocorrem na mesma semana em que 60 presos foram assassinados em estabelecimentos prisionais do Amazonas e um dia após o governo federal lançar o Plano Nacional de Segurança Pública para tentar reduzir o número de homicídios dolosos e feminicídios; promover o combate integrado à criminalidade transnacional e a racionalização e a modernização do sistema penitenciário.