Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2016 / 12 / No Rio, pais adolescentes recebem orientações sobre cuidados e criação dos filhos

assistência

No Rio, pais adolescentes recebem orientações sobre cuidados e criação dos filhos

por Redação RBA publicado 27/12/2016 09h46
REPRODUÇÃO/TVT
projeto entrelaços.jpg

Pojeto foi pensado para ajudar mães que não tinham experiência e sentiam-se inseguras com os cuidados do bebê

São Paulo – Cuidar e criar um filho não é tarefa fácil e isso se torna mais difícil quando os pais ainda são muito jovens. Para ajudar os adolescentes que tiveram filhos, tanto na parte de criação quanto no cuidado com a criança, foi criado o projeto Entrelaços e Cadarços, no Rio de Janeiro.

"No início fiquei meio assustada porque não estava nos planos ser mãe aos 17 anos. Eu tinha muito medo porque eu sou a mais nova minha mãe e nunca tive experiência com bebê, então é uma coisa muito nova", conta Daiane da Silva Santos, em entrevista à repórter Marina Vianna, da TVT.

O projeto foi pensado para ajudar mães que não tinham experiência e sentiam-se inseguras com os cuidados do bebê. Através de palestras, filmes e vivências é ensinado como trocar fraldas, alimentar o bebê e também a respeitar o espaço da criança.

A prevenção da violência infantil também está em pauta, explica a coordenadora da Fundação Xuxa Meneghel, Amanda Vilela. "A gente acredita que no momento que os pais conhecem melhor na fase do desenvolvimento da criança é uma forma de prevenção das violências, porque ele começa a ter uma rotina estabelecida com aquele bebê de uma forma mais saudável"

Ao todo, 16 famílias participam do encontro que é aberto para o pai e a mãe da criança, porém a participação masculina ainda é menos frequente. "A gente tem estimulado, temos feito um trabalho de valorização da presença masculina, mas é muito complicado, porque, infelizmente, na nossa sociedade o cuidado é atrelado à figura feminina", diz Pamela Menicke, assistente social no Projeto Entrelaços.

Assista:

registrado em: ,