Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2016 / 06 / Moradores da Fazenda da Juta, em SP, conquistam registro dos imóveis

regularização

Moradores da Fazenda da Juta, em SP, conquistam registro dos imóveis

Bairro, que agora possui uma boa infraestrutura, é resultado da ocupação iniciada na década de 1970
por Redação RBA publicado 24/06/2016 10h46, última modificação 24/06/2016 15h08
Bairro, que agora possui uma boa infraestrutura, é resultado da ocupação iniciada na década de 1970
Reprodução/TVT
fazenda da juta.jpg

Prefeitura de São Paulo regularizou a primeira parte dos terrenos do bairro localizado na zona leste da capital

São Paulo – Após décadas de luta, 5 mil famílias conseguiram o registro dos imóveis na Fazenda da Juta, na zona leste da capital. No último sábado (18) a prefeitura de São Paulo regularizou a primeira parte dos terrenos. Desde 1990, os moradores financiam as residências, que até então estavam sem escritura.

O bairro, que agora possui uma boa infraestrutura, é resultado da ocupação iniciada na década de 1970. A pesquisadora e moradora do bairro Deocleciana Ferreira conta como os moradores resistiram para continuar no antigo terreno. "Houve conflito e resistência. Casas foram derrubadas, as pessoas tiveram de fechar a Avenida Sapopemba e fazer barricadas para não perderem suas casas."

Nos anos 1980, os conflitos violentos com a polícia pela posse da terra se intensificaram e foi justamente quando a maioria dos moradores chegou aqui. "Lembro que meu pai dizia para nós que teve muito confronto com a polícia. Muitas vezes, eles levantavam a parede e a polícia vinha e derrubava", diz André Ferreira, morador do bairro.

Francisco de Souza está entre os primeiros a chegar à Fazenda da Juta, em 1976. "As pessoas achavam que aqui era uma terra de ninguém, então, tinha muito justiceiro, muitas pessoas perseguindo os moradores. Muitos não podiam nem trabalhar, porque o pessoal entrava nas casas e levava as coisas embora", conta.

Assista: