Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2015 / 11 / Governo amplia multa à Samarco e punição chegará a R$ 250 milhões

danos ambientais

Governo amplia multa à Samarco e punição chegará a R$ 250 milhões

Serão cinco punições financeiras, cada uma no valor de R$ 50 milhões de reais, motivadas pelo lançamento de rejeitos em rios e os prejuízos à biodiversidade
por Redação RBA publicado 12/11/2015 17h02, última modificação 12/11/2015 17h40
Serão cinco punições financeiras, cada uma no valor de R$ 50 milhões de reais, motivadas pelo lançamento de rejeitos em rios e os prejuízos à biodiversidade
Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma_Samarco

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou hoje (12) a região atingida pelo rompimento das barragens

São Paulo – O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) multará a mineradora Samarco em R$ 250 milhões, pelo rompimento das duas barragens que devastou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), no último dia 5. A informação foi dada na tarde de hoje (12) pela presidenta Dilma Rousseff, que sobrevoou a região acompanhada do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

Segundo Dilma, serão cinco punições financeiras, cada uma no valor de R$ 50 milhões, motivadas pelo lançamento de rejeitos em rios e os prejuízos à biodiversidade. O Ibama havia anunciado ontem (11) que aplicaria duas multas de R$ 50 milhões cada.

A presidente do Ibama, Marilene Ramos, afirmou que a situação é desastrosa, depois de o rompimento ter jogado 50 milhões de metros cúbicos de rejeitos nos rios e áreas vizinhas à barragem.

O Rio Doce foi o mais afetado com o vazamento da lama. Segundo o Ibama, foram descobertas alterações nos padrões de qualidade de água. O rio abastece cidades dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o que pode resultar no corte de abastecimento de água em várias cidades.

Com informações do Portal Brasil