Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2014 / 06 / Mulher vítima de violência será atendida pela Central Ligue 180

Atendimento

Mulher vítima de violência será atendida pela Central Ligue 180

Alteração busca adequar legislação, pois delegacias responsáveis não atingem 10% dos municípios brasileiros
por Luciano Nascimento, da Agência Brasil publicado 04/06/2014 10h34, última modificação 04/06/2014 10h44
Alteração busca adequar legislação, pois delegacias responsáveis não atingem 10% dos municípios brasileiros
José Cruz/Agência Senado
cpmi_violenciacontramulher_senado.jpg

A medida foi proposta pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Violência contra a Mulher

Brasília - A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (3), em votação simbólica, projeto de lei que passa o serviço telefônico de atendimento a mulheres vítimas de violência à Central de Atendimento à Mulher (Ligue 180), operada pelo Executivo.

A medida foi proposta pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher. Na legislação atual, o serviço fica a cargo das delegacias especializadas de Atendimento à Mulher, ou, alternativamente, pelas delegacias da Polícia Civil, nos locais onde não exista esse serviço especializado.

De acordo com a CPMI, a alteração busca adequar a legislação ao real funcionamento do serviço, pois as delegacias responsáveis não atingem 10% dos municípios brasileiros, já que estão concentradas nas capitais e grandes centros urbanos.