Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2014 / 02 / Metroviários de São Paulo acusam insegurança de trabalhadores e passageiros

colapso

Metroviários de São Paulo acusam insegurança de trabalhadores e passageiros

por Redação RBA publicado 11/02/2014 13h08, última modificação 11/02/2014 14h17
metroviário.jpg

“Os trens da frota K oferecem muito risco para população", afirma secretário-geral do Sindicato dos Metroviários

São Paulo – O risco de acidentes graves no metrô e trens paulistanos tende a aumentar e colocar em risco a população que se utiliza do transporte sobre trilhos na cidade. A avaliação é do operador Ronaldo Campo, que em entrevista à TVT alertou que "ninguém sabe até onde essas falhas podem ir".

Quatro dias após caos, trem abre portas em movimento no Metrô-SP

Para explicar pane, Metrô agora inventa botão 'secreto' que na verdade é visível

O metroviário aponta que o sistema caminha para o colapso, com trens em movimento abrindo portas, princípios de incêndio na rede elétrica e até a perda da confiabilidade do sistema que deveria apontar problemas. “Ele fica toda hora anunciando falhas que não condizem com a verdade.” A frota K, que percorre a linha vermelha e apresentou pane na ultima terça-feira (4), é a que apresenta maiores riscos. “É muito duro falar isso, mas infelizmente os trens da frota K oferecem muito risco para população e para os trabalhadores”, afirma o secretário-geral do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Alex Fernandes.

Assista à reportagem completa da TVT: