Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2013 / 07 / Fórum mundial quer unificar defensores dos direitos humanos

Espaço de debates

Fórum mundial quer unificar defensores dos direitos humanos

Entidade terá estrutura similar à do Fórum Social Mundial e é lançada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; democratização da mídia está entre os temas
por Júlia Rabahie, da RBA publicado 31/07/2013 15h28, última modificação 01/08/2013 08h38
Entidade terá estrutura similar à do Fórum Social Mundial e é lançada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; democratização da mídia está entre os temas
Elza Fiúza/ABr
Maria do Rosário

A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, lança hoje fórum em Brasília; debates ocorrerão em dezembro

São Paulo – Será lançado hoje (31), em Brasília, o Fórum Mundial dos Direitos Humanos, organizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH-PR) e entidades da sociedade civil. O fórum será em dezembro, entre os dias 10 e 13, e é uma iniciativa que visa a promover o debate público sobre os direitos humanos no mundo entre movimentos sociais, poder público e organizações internacionais. O lançamento é realizado na sede da SDH.

Além do enfoque na participação social, na redução das desigualdades e no combate às violações de direitos humanos, o fórum quer agregar as diferentes entidades e defensores de direitos humanos que tem ações em diferentes vertentes. A secretaria informou, através da assessoria de imprensa, que a ideia é criar uma rede de entidades que atuam na defesa dos Direitos Humanos, para que os movimentos fortaleçam uns aos outros. Movimentos de defesa da criança e do adolescente podem, e devem, segundo a SDH, atuar juntos com movimentos de combate ao trabalho escravo, ou contra discriminação com deficientes, por exemplo.

Ainda segundo a secretaria, a demanda pela construção de uma espaço que propusesse este tipo de debate foi sentido da própria sociedade civil, em que as diretrizes para ações de promoção aos direitos humanos fossem traçadas.

O espaço de debates terá formato similar ao Fórum Social Mundial. Os temas discutidos ainda não foram definidos, mas a proposta inicial de eixos temáticos engloba três pontos: os direitos humanos como bandeira de luta dos povos; a universalização dos direitos humanos em contextos de vulnerabilidades; e a transversalidade dos direitos humanos. As atividades do fórum serão todas geridas pelas instituições que fizerem adesão ao Comitê Organizador do fórum. As instituições podem aderir até a data do evento, em dezembro.

A democratização da comunicação é um dos temas que estarão na pauta do Fórum, informou a assessoria da SDH. Entidades que propõem a democratização dos meios de comunicação foram convidadas, e a secretaria espera uma resposta para que as entidades façam parte do Comitê Organizador do fórum.

Serão também designados comitês locais para debater os temas sobre a perspectiva regional, e para difundir os temas discutidos entre as populações locais. Os comitês locais poderão formar caravanas que, de forma autônoma, irão a Brasília em dezembro para participar dos debates.