Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2013 / 02 / Peça teatral 'Ensaio' brinca com o universo do cinema

Peça teatral 'Ensaio' brinca com o universo do cinema

por guibryan1 publicado 01/02/2013 18h52

Rafael Primot e Maria Helena Chira estão em cartaz no Teatro Geo, em Pinheiros (SP) (Foto: Divulgação Proscênio Produção Cultural)

Em um cenário giratório dividido em quatro partes – quarto, banheiro, sala e escritório – transcorre a narrativa do espetáculo teatral Ensaio, repleta de referências cinematográficas, também possui uma estrutura circular. A peça é escrita e dirigida por Leonardo Moreira, está em cartaz até 3 de março, no Teatro Geo, em São Paulo. Preza pela cenografia do premiado André Cortez, desenho de luz de Marisa Bentivegna, música original de Marcelo Pellegrini e figurinos de João Pimenta.

O espetáculo começa com Artur, interpretado por Rafael Primot, discutindo com a esposa Norma (Maria Helena Chira), a qual resolve abandonar. Na verdade, Norma já morreu e o que o espectador está vendo é uma representação da história dele, interpretada por Marília (também interpretada por Chira), a quem conhece durante uma entrevista em que atua como repórter e por quem fica encantado devido ao fato de lembrar demais a falecida.

Qualquer semelhança com Um Corpo Que Cai, o clássico filme de Alfred Hitchcock, não é mera coincidência, uma vez que há muitas outras referências do cinema e uma brincadeira profunda com o trabalho nos estúdios de cinema. São reveladoras as cenas envolvendo diálogos completos de filmes decorados pelo fotógrafo enlouquecido F. (o divertido Fabrício Licursi), que adora andar de bicicleta e também está presente na tal entrevista que serve como gatilho para a narrativa. As frases também aparecem ditas por Rafael, que trabalha como criador de legendas.

O diretor britânico é, claro, um dos preferidos, mas também estão ali, como filmes de referência, A Primeira Noite de um Homem, de Mike Nichols; A Fraternidade é Vermelha, de Krzysztof Kieslowski; Crepúsculo dos Deuses, de Billy Wilder; Transpoiting, de Danny Boyle; Tudo Sobre Minha Mãe, de Pedro Almodóvar; Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, de Woody Allen; e De Olhos Bem Fechados, de Stanley Kubrick, entre outros.

Porém, nada no palco transcorre tal como narrado acima, mas, sim, de modo fragmentado e circular, em que o começo pode muito bem se tornar o final, e vice-versa. O texto é repleto de elipses, flashbacks e flashforwards, como no cinema. Para obter o efeito desejado, Leonardo Moreira sabe se valer com maestria da atuação dos três atores, do cenário original e funcional, e dos vídeos projetados por Fernando Timba. Desse modo, Ensaio, mais do que um espetáculo que envolve e encanta o espectador, é uma verdadeira aula de como aproveitar toda a potencialidade da arte teatral, e por que não dizer, cinematográfica também.

Serviço
Peça Ensaio. Até 3/3. Sexta e sábado, às 21h; e domingo, às 18h
Ingressos – R$ 40
Teatro Geo – Rua Coropés, 88. Pinheiros. São Paulo/SP
Fone: (11) 3728-4925

[email protected]