Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2012 / 01 / Filme nacional "Dois Coelhos" mostra trama policial em ritmo alucinante

Filme nacional "Dois Coelhos" mostra trama policial em ritmo alucinante

por guibryan1 publicado 21/01/2012 16h10, última modificação 23/01/2012 11h50

Fernando Alves Pinto e Alessandra Negrini em cena de "2 Coelhos", nova produção nacional que estreia em circuito nas principais cidades (Divulgação)

A violência é uma das temáticas mais fortes no cinema brasileiro e ela está muito presente no filme "2 Coelhos", estreia do diretor Afonso Poyart e que chegou aos cinemas nesta sexta-feira, 20 de janeiro. Porém, nele, ela ganha um aspecto mais de cartoon numa trama ágil e surpreendente, em que os personagens são, ao mesmo tempo, maus e bons, culpados e vítimas, como todos os seres humanos.

O filme conta com mais de 2 mil tiros, diversas sequências de perseguição e cada acontecimento filmado por três câmeras diferentes e, portanto, mostrado por ângulos inusitados.

"2 Coelhos" conta com uma edição frenética, bem ao estilo dos videoclipes e mistura diversas linguagens e tecnologias, incluindo desenhos, gráficos, imagens congeladas, aceleradas, flashbacks e flashforwards.

Tudo conduzido por uma narrativa extremamente fragmentada, ágil, esperta e cheia de reviravoltas. A trilha musical também é bastante marcante, apesar de alguns momentos soar exageradamente alta, com músicas de, entre outros, Radiohead, 30 Seconds To Mars, Titãs e Lenine.

Edgar, muito bem interpretado por Fernando Alves Pinto, matou uma mulher e a filhinha, quando pilotava um carro a toda velocidade, com a namorada. Ele foi julgado e, graças ao apoio de um deputado corrupto, conseguiu fugir do país e agora está de volta com o objetivo de acabar com ele e com um dos mais fortes bandidos de São Paulo. Para isso, organiza um plano em que pretende "matar dois coelhos com uma cajadada só", como diz o tal provérbio popular.

Pode-se questionar aqui o quanto não há de politicamente incorreto em todos os personagens da história, a ponto de parecer não haver mais saída. No entanto, o final do filme, um tanto inesperado, faz com que o espectador saia do cinema questionando seus próprios valores, a partir desse verdadeiro quebra-cabeça de 100 minutos que acabou de acompanhar por meio de um elenco muito afiado.

Entre os atores aliás, destacam-se, entre outros, Thaíde, que interpreta um ladrão que se disfarça de motoboy; Caco Ciocler, que faz um professor universitário, que perde a mulher e a filha atropeladas por Edgar; Alessandra Negrini, a namorada de Edgar e promotora de Justiça; Marat Descartes, o chefe da quadrilha de bandidos; Neco Villa Lobos, advogado de corruptos; e Roberto Marchese, o deputado.

A temática de "2 Coelhos" é extremamente contemporânea. Afinal, além da trama policial, um dos alicerces da trama é formado justamente pela corrupção e roubo de documentos em órgãos públicos e envolvendo políticos. Não espere, porém, grandes reflexões e lições de moral.

Esse filme, claramente voltado aos adolescentes e jovens, tem como principal objetivo entretê-los com uma linguagem de fácil compreensão e atração para esse público e, por meio de tantos tiros e efeitos, levar a que cada um desenvolva a própria reflexão e deixe para trás a divisão maniqueísta entre bons e maus.

[email protected]