Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 10 / Paulistano Cauê Borges lança álbum com pegada rural e mineira

Paulistano Cauê Borges lança álbum com pegada rural e mineira

por guibryan1 publicado 10/10/2011 10h30

“Bituca, Toninho Horta, Clube da Esquina, Eduardo Gudin, Dori Caymmi, Autran Dourado, Guimarães Rosa, Alberto Caeiro, Suzana Amaral, Brasil, imperador do Ipiranga, estradas de terra, garoa urbana”. Essas são as referências sentimentais do cantor, pianista e compositor paulista Cauê Borges, que acaba de lançar o primeiro CD, “Diminuto”, formado por cinco doces e delicadas canções.

O cheiro de terra e a pegada mineira aparecem logo na primeira faixa, “Bossa Rural”, que conta com citação de “Ponta de Areia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant, e onde o artista declara explicitamente: “Ouvir meninas de sotaque arrastado / Da ventania os sons eu já sei de cor / Ficar sentado, muito louco, / chapado, onde ficou Belchior / Hoje eu quero almoçar no roçado, / na mesa do canto / Ouvir o Clube, Horta, Dori, Caeiro / Abrir as folhas do livro do Brasil / Enveredando Grande Sertão a esmo / Nas veredas de um trem”. 

A admiração fica mais explícita na canção seguinte, “Bituca”, que é o apelido de Milton Nascimento: “Andar de pés no chão, / Te ouvir cantar Travessia em carro – de – boi / Trespa, Três Pontas de areia / Mato, sol, poeira, pranto de emoção... / Nesse Clube, sonhos não envelhecem”. O cheiro de terra continua nas faixas seguintes, com destaque para “Lis”, que conta com o ótimo saxofone Lucas Macedo. 

Cauê Borges pode não ser um primoroso cantor, mas realiza um álbum bastante sincero, com unidade temática muito bem construída e indicações muito claras dos caminhos que pretende e tem todas as condições de percorrer a partir daqui. Ah, ele é leitor fiel da Rede Brasil Atual e o CD dele foi enviado através de contato com nosso site. Por isso, se você é artista e deseja que conheçamos seu trabalho fique a vontade para entrar em contato por [email protected].